Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
03/07/2020
Preço da soja segue volátil no Brasil
Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea, os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (02.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 1,32% nos portos, para R$ 114,44/saca

AgroLink

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (02.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 1,32% nos portos, para R$ 114,44/saca (contra R$ 115,97/saca do dia anterior). Com isto a perda acumulada nos portos neste mês ficou em 0,76%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que no Rio Grande do Sul, o mercado fraco “não pagou nem a luz e o café”: “A grande volatilidade do dólar permitiu fechamentos em alta e em baixa nesta quarta-feira, mas o mercado aparentemente movimentou apenas 500 toneladas no estado, com os preços terminando o dia, com nova queda de cinquenta centavos/saca para exportação sobre rodas no porto gaúcho de Rio Grande ficou em R$ 117,00/saca contra R$ 117,50/saca do dia anterior”.

No Paraná preços da indústria subiram, de exportação permaneceram inalterados: “Para os agricultores, o mercado de balcão manteve o recuo do dia anterior em R$ 97,00/saca nesta quinta-feira, na região dos Campos Gerais. Na mesma região, no mercado de lotes, os preços recuaram mais 2 reais/saca para R$ 110,00, contra 112,00, do dia anterior, FOB Ponta Grossa, para entrega agosto e pagamento final de agosto.

CHINA

Ainda de acordo com a T&F, outra demanda chinesa mudou para nova safra da soja brasileira na quarta-feira para embarque no primeiro trimestre de 2021 à medida que os prêmios em uma base da CFR China recuaram. “Os prêmios para embarque entre fevereiro e março do próximo ano caíram de 5-6c/bu no dia com ofertas para embarque de fevereiro entre 142-145 c/bu sobre os futuros de março, e aqueles para envio de março indicados entre 120-125 c/bu sobre os futuros de março. Mas a safra velha de 2020 da soja brasileira permaneceu em grande parte pouco atraente para os compradores chineses, pois as margens de esmagamento ainda eram estreitas”, concluem os analistas da T&F.

Tags: