Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
09/01/2020
Carnes: produção adicional de China, EUA e Brasil esperada para 2028
Comparativamente ao que produziram no triênio 2016-2018, dentro de oito anos China, EUA e Brasil estarão produzindo um adicional das três principais carnes (avícola, suína e bovina, pela ordem) de quase 17 milhões de toneladas

AviSite

Comparativamente ao que produziram no triênio 2016-2018, dentro de oito anos China, EUA e Brasil estarão produzindo um adicional das três principais carnes (avícola, suína e bovina, pela ordem) de quase 17 milhões de toneladas. A maior parte desse volume (46% do total) corresponderá a produto chinês. Os EUA responderão por um terço. E ao Brasil caberão os 21% restantes.

A projeção consta de estudo conjunto realizado pela FAO e pela OCDE e sugere – como se previa – que o atual episódio de Peste Suína Africana fortalecerá, sobretudo, a produção chinesa de frangos. Tanto que o volume adicional previsto – perto de 3,2 milhões de toneladas – corresponde a, praticamente, o dobro do adicional que está sendo apontado para o Brasil – pouco mais de 1,6 milhão de toneladas.

No tocante especificamente ao Brasil, o adicional total previsto fica próximo dos 3,6 milhões de toneladas, 46% das quais compostas por carnes avícolas (essencialmente, de frango), 35% por carne bovina e 19% por carne suína.

Clique aqui para acessar o estudo, recém-publicado, “OECD FAO Agricultural Outlook 2019 2028”

Carnes

Tags: