Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
15/05/2018
Avicultura
Números do embarque de frango continuam deixando dúvidas
A justificativa é a de que novos sistemas vêm sendo implantados

AviSite

A justificativa é a de que novos sistemas vêm sendo implantados. Infelizmente, porém – é triste afirmar – os dados periódicos da SECEX/MDIC perderam a confiabilidade anterior. Pelo menos em relação às exportações de carne de frango. Vejam-se os primeiros números relativos a maio corrente.

De acordo com o relatório ontem divulgado, nos oito primeiros dias úteis do mês (de um total de 21 dias úteis) foram embarcadas 116,4 mil toneladas de carne de frango in natura, volume que, pela média diária, corresponde a aumentos de 29,61% sobre as (corrigidas) 11.224 toneladas diárias de abril passado e de 0,32% sobre as 14.501 toneladas/dia de maio de 2017.

Até aí nada a contestar, pois, embora menor que a dos meses anteriores a abril, a média diária ora divulgada reflete bem as dificuldades enfrentadas pelos exportadores neste instante.

O problema, mais uma vez, começa no preço médio da carne in natura exportada: US$2.890,60 por tonelada, resultado que representa aumentos de 54,86% sobre o valor médio (também corrigido) de US$1.866,55/t do mês anterior e de 74,81% sobre os US$1.653,58/t de maio do ano passado.

Seria ótimo se fosse verdade. Pois jamais na história das exportações brasileiras de carne de frango o produto se aproximou de tal valor. O máximo até agora registrado (abril de 2013) foi US$2.204,17 por tonelada. E isso foi atingido de forma paulatina, com crescimentos mensais moderados. Ou seja: como já havia ocorrido no fechamento de abril, o preço médio ontem divulgado não corresponde à realidade.

Isso, naturalmente, influencia a receita cambial, por ora em pouco mais de US$336,4 milhões, o que significa alcançar-se, em oito dias de embarques, mais de 75% da receita (igualmente corrigida) de US$440 milhões registrada em 21 dias de embarques de abril passado.

De toda forma, supondo-se que pelo menos o volume apontado para esses primeiros oito dias úteis de maio esteja correto, o total mensal pode chegar às 305 mil toneladas, aumentando quase 30% em relação a abril passado, mas ficando 4% aquém das 319 mil toneladas de maio de 2017.

Carne de frango

Tags: