Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
14/03/2018
Na imprensa internacional, maggi destaca avanços do agro brasileiro
Uma entrevista exclusiva com o ministro de agricultura do Brasil, Blairo Maggi, foi divulgada pelo site norte-americano Agriculture.com no dia 12 de março

Suino.com

Uma entrevista exclusiva com o ministro de agricultura do Brasil, Blairo Maggi, foi divulgada pelo site norte-americano Agriculture.com no dia 12 de março. Na entrevista, ele destacou a mudança em 40 anos do Brasil de importador de alimentos para um dos maiores players do agronegócio mundial. “Ainda estamos passando por uma profunda mudança neste setor”. Conforme o ministro, na safra 2016/2017 o país colheu 238 milhões de toneladas de grãos. “É um resultado impressionante. Na balança comercial brasileira, o agronegócio reportou um superávit de US$ 75 bilhões. Nós exportamos US$ 85 bilhões contra apenas US$ 10 bilhões nas importações”.

Questionado sobre a demora na realização de investimentos em infraestrutura para o transporte de soja e milho, Maggi destacou que houve, sim, um grande progresso nos últimos 30 anos. “Obviamente, pode ser melhor. Mas, quando cheguei ao Mato Grosso na década de 1980, não havia estradas. A situação é muito diferente hoje. A distribuição de toda a produção agrícola, especialmente da região Centro-Oeste, melhorou muito e a expectativa é que ela melhore ainda mais”.

Segundo o ministro, a equalização da matriz de transporte brasileira deve ser alcançada com a expansão do modo ferroviário e o uso de rios potencialmente navegáveis, como ocorre nos rios Madeira e Tapajós, e no médio prazo com o rio Tocantins. “A dependência do transporte rodoviário deve diminuir. Isso resulta em uma perspectiva promissora para o transporte de carga nos próximos anos”.

Comércio com México

O site questionou ainda a expectativa do Brasil com relação ao comércio com o México. “Tivemos discussões preliminares com os mexicanos e estamos mantendo contato. Mas eu não acredito que os Estados Unidos deixem o Nafta. Eu acredito que o presidente Trump manterá a parceria comercial com o México”.

Maggi ainda destacou que o Brasil precisa ter uma política externa de maior abertura. “Precisamos vender além dos acordos feitos, negociar certificados sanitários, o Brasil precisa estar pronto para importar, para tornar a balança comercial ainda mais equilibrada”. Atualmente, o Brasil exporta US$ 85 bilhões e importa US $ 10 bilhões. “Esta é uma das principais mudanças que o agronegócio brasileiro precisa fazer. Se considerarmos os principais exportadores, como os EUA e a China, vemos que também são importantes importadores. O comércio é uma via de mão dupla. Aqueles que compram também querem vender”.

Tags: