Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
25/11/2020
Suinocultura
Importações chinesas de carne suína aumentaram 80% em outubro
Salto foi em relação ao mesmo mês de 2019; ante setembro houve queda de 13%

Valor Econômico

As importações chinesas de carne suína somaram 330 mil toneladas em outubro, 80,4% mais que no mesmo mês de 2019, conforme dados da alfândega chinesa divulgados hoje e compilados pela agência Reuters. Em relação a setembro deste ano, houve queda de 13%. Assim, no acumulado do ano as importações alcançaram 3,62 milhões de toneladas, um crescimento de 126,2% ante os dez primeiros meses do ano passado.

Esse incremento ainda reflete os problemas causados pela peste suína africana à produção chinesa. No primeiro semestre, a oferta de carne suína do país caiu 19%. Em outubro, porém, já houve um aumento de 26,9%, e esse movimento tende a provocar um arrefecimento no ritmo de importações.

No caso da carne bovina, as importações da China somaram 170 mil toneladas em outubro, um avanço de 12,2% na comparação com o mesmo mês de 2019. De janeiro a outubro o volume atingiu 1,74 milhão de toneladas.

A maior demanda chinesa por carnes importadas tem movimentado o mercado brasileiro. Entre janeiro e outubro, o Brasil exportou 423,2 mil toneladas de carne suína aos chineses, além de 684,7 mil toneladas de carne bovina.

Tags: